Norteando condutas: um curso sobre os cuidados cotidianos na vida de pessoas com TEA

POSTADO EM
05
.
02
.
2022
|
Saúde e Desenvolvimento

Embora a medicina seja estudada e estruturada desde os Gregos Antigos, e tenha se desenvolvido muito no último século, foi apenas em 1940 que o Transtorno do Espectro Autista, ou TEA foi “descoberto” e passou a ser estudado.

De lá para cá muitas coisas evoluíram no diagnóstico e tratamento dos pacientes com esta condição, o que certamente tem contribuído para vidas com mais qualidade para os autistas e suas famílias.

Mesmo assim, muitas coisas acontecem entre o correto diagnóstico e a definição de tratamentos, o que deixa o cotidiano do autista e sua família aberto para diversas possibilidades nada agradáveis.

Neste conteúdo, você vai entender que tipo de formação você, como familiar, pode realizar para garantir uma vida mais tranquila ao autista e à toda sua casa. Continue a leitura.

O cotidiano de cuidados de pessoas com TEA

Manter uma rotina de cuidados de pessoas com o Transtorno do Espectro Autista não é nada fácil, considerando que cada dia é diferente do outro, e que cada evolução e conquista pode mudar no dia ou semana seguinte, tendo de ser refeita.

A verdade é que o TEA é um desafio não apenas para o paciente, mas também para toda sua família, amigos e até mesmo conhecidos, que precisam aprender a lidar com situações improváveis em diversos momentos.

Dentre as principais dificuldades do dia a dia, podemos destacar:

  • A interatividade do paciente, que pode variar de pessoa para pessoa ou em vários momentos do dia.
  • A necessidade de controlar ações e palavras, para não desencadear crises ou outras situações complexas.
  • Comunicação instável ou escassa, o que compromete as decisões e atividades do cotidiano.

Conviver com TEA é aprender a lidar com o inesperado, mesmo quando você se prepara para tudo que sabe que pode acontecer.

Quais são os benefícios de se capacitar na área?

Embora pacientes com TEA tenham diversos níveis de capacidades e sejam em sua maioria muito carinhosos, os transtornos que eles apresentam podem muito bem deixar o dia a dia cheio de pequenos problemas a resolver.

Exatamente por isso que quem convive diretamente com um autista precisa de informações, de capacitação teórica e também de outras práticas na área para que possa ter um cotidiano mais tranquilo.

E obviamente para que possa fornecer ao portador de TEA as melhores condições para uma vida agradável, com boas bases para garantir o desenvolvimento das várias capacidades e desejos que ele possui.

A verdade é que, com a capacitação, você garante um preparo mais adequado para fornecer um ambiente agradável e pronto para o desenvolvimento do autista.

O que você aprende ao estudar sobre TEA?

Dentre as informações que uma capacitação bem estruturada em TEA pode te oferecer, destacamos:

  • Identificar e compreender os comportamentos excessivos que podem surgir, a exemplo de autolesões, agitações, problemas na alimentação e no sono, dentre outros.
  • Conhecer os principais conceitos e teorias para garantir o desenvolvimento da pessoa com TEA.
  • Saber o que fazer em caso de descontrole comportamental, evitando acidentes ou situações mais sérias.
  • Organizar e colocar em prática um Projeto de Modificação de Comportamento exclusivo, feito a partir das condições específicas do autista visando o seu desenvolvimento pleno.
  • Aprender princípios básicos de neurociência e das ciências do comportamento para construir um cotidiano agradável e evolutivo.

Capacitar-se para conviver com um portador de TEA significa trazer mais segurança e qualidade de vida para todos na família, enquanto garante que o autista possa se desenvolver conforme seus desejos e capacidades.

Você conhece o curso “Norteando Condutas”?

Com tantos benefícios que a correta capacitação pode oferecer, saiba que o nosso curso Norteando Condutas está com as inscrições abertas

O curso oferece todos os pontos que citamos acima, trazendo ainda um diferencial super importante: a formação com um professor especializado no assunto!

O Prof. Dr. José Raimundo Facion, que ministra a formação, irá apresentar não apenas as principais teorias do TEA, mas muita informação prática, obtida nos seus 46 anos de trabalho e estudo na área.

Se você quer um treinamento completo para aprender, de uma vez por todas, como lidar da forma correta com uma pessoa com TEA, entre na lista de espera para ser avisado com antecedência quando as inscrições estiverem abertas

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião da EID.
No items found.
compartilhe
Ao clicar em "Aceito", você concorda com o armazenamento de cookies no seu dispositivo para melhorar sua experiência de uso em nosso site, análise de dados e assistência com ferramentas de marketing. Veja nossa política de privacidade para mais informações.